Agrias narcissus (Staudinger,[1885])

História natural:

 As borboletas do gênero Agrias são intensivamente capturadas por colecionadores pela beleza de cores e porte de corpo. Mas é devido à destruição de habitats que algumas espécies são consideradas ameaçadas de extinção em outras regiões do Brasil. 

Nos Neotrópicos são registradas três subespécies de Agrias narcissus (Lamas, 2004).

São borboletas de corpo forte e vôo rápido. Machos e fêmeas podem ser observados ao longo do ano, ocorrendo no subbosque e copa da floresta. Dentre as outras espécies do gênero Agrias esta é a  mais abundante na Amazônia central.

Distribuição:
Brazil; French Guiana; Suriname; Venezuela
Período de ocorrência:

Esta espécie ocorre ao longo de todo o ano

Alimento do adulto:

As borboletas adultas se alimentam de frutos fermentados, exsudatos vegetais e excrementos animais.

Alimento das lagartas:

Nos Neotrópicos as plantas-hospedeiras de Charaxinae, estão incluídas em: Euphorbiacea, Fabaceae, Mimosaceae, Lauraceae, Annonaceae, Piperaceae, Erythroxylaceae, Convolvulaceae, Monimiaceae e Quiinaceae (Canseco, 2007).

Cores:
azul, vermelho, amarelo, laranja, preto
Tipo de ambiente:
floresta
Publicações:
Lamas G. (2004):
Atlas of neotropical Lepidoptera - Checklist: Part 4A Hesperioidea - Papilionoidea. Book.: 1-439
Canseco A.J.M.D. (2007):
Mariposas - Guía para el manejo sustentable de las mariposas del Perú. Book., Instituto de Investigaciones de la Amazonía Peruana: 1-99
agrias narcissus male dorsal

Macho, vista dorsal

Espécime depositado na Coleção de Invertebrados do INPA, Manaus, Amazonas

agrias narcissus male ventral

Macho, vista ventral

Espécime depositado na Coleção de Invertebrados do INPA, Manaus, Amazonas

agrias narcissus female dorsal

Fêmea, vista dorsal

Espécime depositado na Coleção de Invertebrados do INPA, Manaus, Amazonas

agrias narcissus female ventral

Fêmea, vista ventral

Espécime depositado na Coleção de Invertebrados do INPA, Manaus, Amazonas